Ads Top

Rebel Moon: O "Star Wars" de Zack Snyder fará o que a Disney não conseguiu


O próximo filme de Zack Snyder, para a Netflix, será a ficção científica Rebel Moon, baseado em uma ideia para Star Wars remodelada, o que torna o filme intrigante em dois níveis muito diferentes.

O filme de ficção científica da Netflix, de Zack Snyder, Rebel Moon, começou como um filme de Star Wars e suas conexões abandonadas da franquia, agora o tornam muito mais interessante. Rebel Moon faz parte de um acordo inicial que Snyder assinou recentemente com a Netflix, que também incluirá uma sequência ao seu filme de assalto zumbi, Army of the Dead, um filme de ação a ser dirigido pelo coordenador de dublês de Snyder, Damon Caro. Com o prequel Exército de Ladrões: Invasão da Europa (Army Of Thieves), a série animada prequel Army of the Dead: Lost Vegas, e a animação de mitologia nórdica Twilight of the Gods, no caminho, o gigante streaming será o lar de uma grande quantidade de histórias a ser contadas pela produtora de Snyder, Stone Quarry Productions.

Ao mesmo tempo, Rebel Moon se destaca dos demais pela forma que começou. Não é incomum que a reescrita do roteiro e outras mudanças (como o elenco de Tig Notaro, em Army of the Dead) façam com que a forma final de um projeto, em particular, seja um contraste significativo do que foi originalmente concebido para ser. Ainda assim, Rebel Moon é algo único entre os próximos projetos da Netflix, de Snyder.

Não que a teoria de loop temporal e outros mistérios não resolvidos de Army of the Dead, ou a versão de Snyder e Jay Oliva para mitologia nórdica de Twilight of the Gods não sejam histórias que os espectadores estejam ansiosos para ver se desenrolar. No entanto, Rebel Moon é uma carta coringa na próxima filmografia de Zack Snyder, porque é o caso raro em que um filme não foi, é tão interessante como o que será.

Rebel Moon começou como uma ideia para Star Wars

Rogue One: Uma História Star Wars | Reprodução Walt Disney Studios

Como mencionado acima, Rebel Moon começou como um conceito para um filme do Star Wars filme, mas agora está sendo retrabalhado em uma aventura espacial de ficção científica original. Não está totalmente claro onde Rebel Moon teria se encaixado no atual Star Wars e nem se a Disney teria sido capaz de colocar o roteiro de Snyder em funcionamento num modo original. Com isso dito, parece quase certo que a partir da sinopse, seria estilo Rogue One ou Solo, um filme autônomo, um estilo de filme autônomo, ao invés de candidatar Snyder a fazer um filme da saga Skywalker.

Rebel Moon se concentrará em uma colônia espacial sob a ameaça de um senhor da guerra intergalático, conhecido como Balisarius, com uma jovem recrutando guerreiros de planetas vizinhos para ajudar a lutar contra a invasão que se aproxima. Snyder descreveu Os Sete Samurais, de Akira Kurosawa, como outra grande influência para Rebel Moon.

As origens de Rebel Moon tornam as comparações de Star Wars inevitáveis

Star Wars: Os Últimos Jedi | Reprodução Walt Disney Studios

O início do filme de Snyder, como uma apresentação, torna impossível que ele não seja comparado à franquia que o roteiro foi originalmente concebido. Isso não é necessariamente uma coisa ruim. Desde que Star Wars foi revivido sob a bandeira da Disney, ele nunca foi tão onipresente, e alguns podem até argumentar que está saturado na consciência pública. Ainda assim, a Disney tem feito esforços para diversificar as coisas para longe dos filmes estritamente centrados no Skywalker, com Rogue One, Solo, The Mandalorian e os inúmeros programas do Disney+ que estão por vir.

Rebel Moon
, com sua concepção como um filme de Star Wars (e mesmo tendo um título que os desinformados poderiam facilmente confundir com um), não será capaz de se livrar desse fardo, com Snyder prestes a ser questionado longamente sobre a origem do filme, nas coletivas de imprensa. Ainda assim, isso talvez não prejudique o filme. Na verdade, pode até ser muito mais vantajoso.

Zack Snyder nos bastidores de Army of the Dead | Reprodução Netflix


Por ser um filme do Star Wars adaptado, Rebel Moon levanta a questão que não pode deixar de ser respondida. Como seria um filme Star Wars sem os principais elementos de Star Wars? O filme de Snyder é agora forçado a abandonar elementos como os Jedi, os Sith, a República Galáctica e substituí-los por um mythos próprio.

Seguindo o título, os elementos mais significativos de Star Wars que Rebel Moon pode ter seguido, são a Rebelião e o Império Galáctico, mas mesmo estes certamente parecerão muito diferentes na versão de Zack Snyder. Os espectadores também podem dizer adeus ao lado metafísico de Star Wars, como a Força, e outros aspectos como a viagem interplanetária à velocidade da luz. Atiçando ainda mais a curiosidade, que já se encontrava, em torno de Rebel Moon.


"Passei o dia trabalhando em meu roteiro para Rebel Moon", publicou Snyder em sua conta do Vero, no início do mês de Setembro.


Na verdade, Snyder vai tirar Star Wars de Star Wars, e o resultado acabará sendo o maior ativo de marketing que ele e a Netflix têm para Rebel Moon. Embora o filme seja um trabalho original de Snyder, o libera das expectativas preconcebidas de batalhas de sabres de luz e treinamento Jedi. Entre agora e quando Rebel Moon chegar à Netflix, grande parte da expectativa por ele certamente estará mergulhada no desenvolvimento original de Snyder, como um argumento de Guerra nas Estrelas, e no que o filme se tornou agora que se transformou no Episódio I de seu próprio universo.


Rebel Moon está supostamente programado para começar em 2022, então notícias de elenco, arte conceitual e fotos de set chegarão à internet no devido tempo. Até que os espectadores realmente dêem uma olhada no filme, a ideia de um longa que uma vez teve uma presença Jedi sendo transformada em sua própria entidade, com certeza será uma das maiores questões em torno de Rebel Moon. Exatamente o que o filme final acabará sendo após se desviar de Star Wars pode muito bem ser uma das coisas mais intrigantes que tem a seu favor.

Via: Screen Rant.

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.