Ads Top

SnyderCutBR Entrevista: Wayne T. Carr

 

No mês passado (abril), foi realizada a segunda edição de Justice Con, uma convenção online sobre os projetos do diretor Zack Snyder, incluindo o universo cinematográfico da DC Comics.


Em seu painel, o diretor confirmou que Wayne T. Carr seria o Lanterna Verde (John Stewart), em "Liga da Justiça". A cena foi substituída pela aparição do Caçador de Marte, pois o estúdio não permitiu o uso do personagem, alegando possuir outros planos para ele no live-action. O plano original era que John Stewart e Kilowog aparecessem juntos para Bruce, na cena final.

Munida dessa informação, a fanbase SnyderCutBR foi em busca de uma nova entrevista. Com ele, o próprio: John Stewart, do Snyderverse. Wayne, em meio a diversas entrevistas que está cedendo nas últimas semanas, reservou um espaço para conversar diretamente com a galera do Brasil. E fez um vídeo se arriscando, voluntariamente, no português. Confira abaixo:




SNYDERCUTBR: Olá, Wayne. É um prazer recebê-lo em nosso hall de entrevistados. Tivemos a honra de conversarmos com o diretor Zack Snyder e você é o primeiro ator do elenco que entrevistamos. Apesar de não vermos o "Lanterna Verde" no filme, sabemos que você gravou a cena. Conte-nos como chegou esse convite.

WAYNE T. CARR: Meu amigo, Ray Fisher (Cyborg) me apresentou a Zack Snyder. Zack disse a Ray que a HBO Max estava permitindo que ele divulgasse sua visão de Liga da Justiça e que ele queria incluir John Stewart. Ray disse a ele que eu seria uma boa escolha para interpretar John. Zack e eu tivemos várias conversas por telefone sobre a possibilidade e a próxima coisa que eu soube é que ele me escalou. Eu filmei a cena na casa de Zack, mas infelizmente ele não teve permissão para manter a cena no filme.

 

Zack Snyder divulgou os bastidores da cena gravada na garagem de sua casa | Reprodução Vero

SCBR: O que me deixa mais feliz é que estou tendo a honra de entrevistar o ator que deu vida a um dos meus heróis preferidos: Lanterna Verde, John Stewart. Espero, de verdade, poder ter esse universo restaurado e vê-lo em ação com o anel verde. Você teve alguma participação para a construção do personagem, assim como Ray Fisher teve ao criar Victor Stone/Cyborg?

WTC: Tive a honra de poder ajudar Zack a concluir o que ele queria mostrar no filme. Não falamos muito sobre a construção do caráter, falamos sobre o estilo de cabelo e pensei se John teria luvas ou não. Mas não passamos muito disso, porque a cena era muito curta. Se Zack, algum dia, for capaz de expandir o personagem em outro filme, eu adoraria ajudar a construir o personagem.
 
Arte visual do Lanterna Verde baseada em Wayne T. Carr.
 
SCBR: Wayne, sabemos que a indústria de Hollywood é muito concorrida e ingressar na carreira artística não é fácil, como alguns pensam. Fale-nos como decidiu seguir a carreira de ator e qual trabalho fez você ver que estava no caminho certo?

WTC: Eu amo contadores de histórias. Bem, eu sempre soube, mas não sabia que você poderia seguir uma carreira fazendo isso, até que eu estivesse quase formado na faculdade. Quando comecei a estudar teatro na faculdade, foi onde percebi que era isso que eu faria de alguma forma pelo resto da minha vida. Então, eu sabia que estava no caminho certo, quando percebi que não me importava com quanto dinheiro ganharia em minha carreira de ator, mas iria atuar de qualquer maneira.

SCBR: O que foi imprescindível para conseguir seu primeiro papel como ator?

WTC: Meu primeiro papel como ator profissional exigia que eu tivesse uma foto promocional e um currículo. Mas, particularmente, eu precisava ter coragem para me tornar vulnerável. E eu precisava ter fé de que poderia fazer o trabalho. Foi assim que consegui meu primeiro papel de ator.
 
SCBR: Você e Ray Fisher são amigos. Aliás, ele quem apresentou você ao diretor Zack Snyder. Qual a ligação de vocês fora das telas? Se conheceram através da arte?

WTC: Ray e eu nos conhecemos fazendo teatro. Estávamos em um show juntos, em um lugar chamado 'Oregon Shakespeare Festival', em Ashland - Oregon.

SCBR: Mesmo com sua cena sendo barrada pela estúdio, quando os fãs descobriram quem interpretou John Stewart, automaticamente, colocaram você no grupo e lhe deram boas-vindas. Você esperava essa recepção do público, mesmo não aparecendo no filme? Como se sente fazendo parte de um movimento tão inédito na indústria do cinema?

WTC: Os fãs foram incrivelmente receptivos. Eu esperava que os fãs ficassem chateados com o estúdio, mas não esperava apoio e incentivo dirigidos a mim. Sou grato por ser bem recebido à base de fãs.

SCBR: Como foi a gravação da cena? Você chegou vê-la editada e finalizada?

WTC: Filmamos na garagem de Zack e na frente de uma tela verde. Eu não vi a edição finalizada. Não tenho certeza se ele conseguiu terminar o VFX dela.

Gravações da cena vetada pela Warner Bros.

SCBR: Zack falou, em algumas entrevistas, que quando gravou a cena achava que o estúdio não a manteria. Você, em algum momento, achou que o estúdio liberaria essa cena? O que achou e o que sentiu sobre essa decisão?

WTC: Fiquei desapontado porque eles não permitiram que a cena aparecesse no filme. Primeiro, eu queria estar na história da visão de Zack. Mas, também, é a visão dele, eu achei que nada deveria ser cortado.

SCBR: Numa possibilidade de continuação de Liga da Justiça, você voltaria a interpretar o Lanterna Verde, dessa vez com mais tempo de tela? Que tipo de narrativa você gostaria de interpretar?

WTC: Se Zack for capaz de continuar Liga da Justiça, eu adoraria trazer John Stewart de volta. E eu adoraria colaborar com Snyder na narrativa.

SCBR: Os heróis fazem parte da nossa cultura popular. Se você pudesse escolher outro herói para interpretar, quem você escolheria e por quê?

WTC: Essa é uma pergunta difícil, porque muda dependendo do meu humor. Mas agora, eu diria Senhor Destino. Eu gostaria de poder apenas colocar um capacete e lançar um feitiço agora.


SCBR: Wayne, muito obrigado pela sua disponibilidade. Saiba que a fanbase, aqui do Brasil tem um carinho muito grande pelo personagem Lanterna Verde, de John Stewart, e torce para vê-lo dando vida àquela arte conceitual baseada em você. Para nós, você já faz parte do time!

WTC: Eu quem agradeço, obrigado pelo contato! Foi um prazer e espero poder ajudar a trazer John Stewart completamente à vida, em breve.

---------- 
 
Essa foi mais uma entrevista que a fanbase SnyderCutBR teve a honra de realizar, espero que tenham gostado. E aí, ficaram esperançosos com #RestoreTheSnyderVerse?
 
 

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Tecnologia do Blogger.