Ads Top

Confira o que rolou na Justice Con 2021, convenção digital dos fãs de Zack Snyder

 

Entre os dias 16 à 18 de Abril, foi realizada a segunda edição de Justice Con, uma convenção online sobre os projetos do diretor Zack Snyder, incluindo o universo cinematográfico da DC Comics.

 

Com concursos de cosplayers e workshops, a Justice Con trouxe painéis exclusivos com alguns atores de "Liga da Justiça de Zack Snyder". O evento não trouxe nenhum anúncio bombástico, justamente por ser organizado de fãs para fãs, o que não impediu de termos curiosidades durante os dias de programação.

 

O ator Ray Fisher trouxe uma fala que pode ser considerada animadora. Ele estaria disposto a se reconciliar com a Warner Bros, se isso significasse que ele poderia voltar a interpretar o Ciborgue no filme "The Flash". Acontece que, para isso, Fisher ainda quer uma responsabilidade do estúdio, sobre os eventos relatados por ele.


Acho que podemos começar com um reconhecimento, um pedido de desculpas, do que é publicamente conhecido como um problema... Acho que é aí que começa a responsabilidade.

 

Joe Manganiello, o Exterminador, também teve seu próprio painel e trouxe muitas curiosidades sobre o projeto que desenvolveu para Deathstroke e o roteiro cancelado de "The Batman", produzido por Ben Affleck.

 

Alguns dos personagens regulares de Batman que aparecem não iriam sobreviver. Teria sido uma limpeza de casa em muitos aspectos.


Manganiello também revelou que Ben Affleck vazou o teste de câmera do Deathroke sem pedir autorização a ninguém, antes de embarcar em um avião, para que ele pudesse ficar longe do telefone por horas sem que ninguém pudesse "gritar com ele".

 



 Joe Manganiello descreveu como seria o seu projeto solo de Slade Wilson com o diretor Gareth Evans: "Deathstroke seria a versão de Tom Clancy de (Rambo) First Blood". Seria uma espécie de história de vingança sobre o que aconteceu em Washington DC e no governo dos EUA. Além de relevar os personagens estariam na produção, como: Talia Al Ghul, Wintergreen, Adaline, Grant e Jericho.

 

O roteirista Chris Terrio falou sobre o projeto "The Batman" (Ben Affleck). Além de afirmar que o roteiro é incrível, falou que veríamos uma versão diferente do que já vimos do personagem.

 

Estou desapontado por não termos visto essa versão do Batman." - Disse Terrio, em sua participação no painel do diretor Zack Snyder.

 

Os dois falaram sobre "Batman vs. Superman" e como o título foi escolhido pelo estúdio, e não por eles. Zack tinha em mente algo mais poético, ou até mesmo mais simples, como: Man of Steel: Battle of Knight; Man of Steel: Knight Falls; Justice League: Foundation; ou Justice League: Rising. Mas o estúdio considerou "agressivo".

 

Chris e Zack não entenderam o motivo de colocar "Batman versus Superman" no título, pois o filme não era resumido a isso e sim à origem da Liga da Justiça.

 

Snyder afirmou que se, algum dia, ele fizer a adaptação de The Dark Knight Returns, faria o Batman exatamente do jeito que Frank Miller o desenhou: "Com a cueca inclusa!".

 

O diretor confirmou que Wayne T. Carr seria o Lanterna Verde John Stewart, em "Liga da Justiça". A cena foi substituída pela aparição do Caçador de Marte, pois o estúdio não permitiu o uso do personagem, alegando possuir outros planos para ele no live-action. O plano original era que John Stewart (Wayne T. Carr) e Kilowog aparecessem juntos para Bruce, na cena final.

 

Após ser questionado sobre o movimento massivo #RestoreTheSnyderVerse nas redes, Zack foi sincero e disse que nunca ignoraria a devoção dos fãs pelo seu trabalho. Nunca diria para "esquecê-lo", pois tudo o que aconteceu para tornar #SnyderCut uma realidade era "impossível". Ao ser perguntado se aceitaria restaurar seu universo, Zack respondeu:

 

Não sei quem me perguntaria, mas se fossem vocês os responsáveis pela Warner Bros, claro que sim.

 

O roteirista Chris Terrio também mostrou disposição em retomar para uma continuação. Basicamente, Zack mostrou que não depende dele a decisão da continuação do Snyderverse, mas se mostra disponível para retomar, caso receba o sinal verde.

 

Jay Oliva também teve seu próprio painel e entregou que, após a finalização do arco de cinco filmes que seriam entregues por Zack Snyder, o diretor estava contemplando um filme Flashpoint (como havia sido anunciado na época), muito semelhante aos eventos dos quadrinhos, com uma guerra entre Atlantes e Amazonas, que exigiria que o Flash voltasse no tempo para reiniciar.

 

Liga da Justiça de Zack Snyder esteve disponível no Brasil pelas plataformas digitais entre 18 de Março à 07 de Abril, para aluguel. E retornará com a estreia do streaming HBO Max, em Junho.

 

 

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Tecnologia do Blogger.