Ads Top

Snyder Cut pode levar vários projetos do DCEU à HBO Max

 

Assim como o texto "Zack Snyder: A luta e a resposta contra o hate", o artigo abaixo trata-se, também, de uma tradução da matéria "Snyder Cut pode levar vários projetos do DCEU à HBO Max", do portal e revista Geekosity. A intenção, ao traduzir, é fazer com que notícias, como estas, cheguem a um maior público, sobretudo no Brasil, buscando equilibrar informações dos dois lados e quebrar o ciclo daquelas meramente tendenciosas.

____

O SnyderCut será o início de vários possíveis spin-offs definidos no DCEU (Universo Estendido nos cinemas da DC Comics). Renomeada como "Zack Snyder's Justice League" (#SnyderCut), a tão esperada minissérie em quatro partes para a HBO Max, está sendo vista pela Warner Bros. e sua empresa-mãe (AT&T), como uma possível fonte de nova programação ao novo serviço de streaming, revelam fontes.

Recentemente, o The New York Times publicou uma entrevista com o presidente da DC Films, Walter Hamada, sobre o status de Zack Snyder na organização. Previsivelmente, outros sites escolheram a dedo algumas partes do artigo, tirando-as fora do contexto ou torcendo para garantir o máximo de cliques para a receita de anúncios.

Esta é uma prática comum, usando alegações falsas ou especulações que induzem a raiva para puxar emoções dos fãs em uma espiral descendente, garantindo muitos "compartilhamentos" nas redes sociais, enquanto distribuem suas reações de raiva a milhares de outras pessoas.

O The New York Times afirmou que, "pelo menos, por enquanto", Zack Snyder não está envolvido com a DC Films. Isso é correto, ele não está. A AT&T está adotando uma abordagem de esperar para ver como será a recepção de Snyder Cut. Então, a afirmação sinaliza que a situação de Snyder é temporária: "pelo menos, por agora". Em outras palavras, está sujeito a alterações.

Já outros sites estão enfatizando a parte em que os executivos do estúdio descrevem "Snyder Cut como uma rua sem saída para a Warner, da qual não levará a lugar algum". Executivos do estúdio dizem isso, sem mencionar Hamada, a pessoa que está, atualmente, à frente do DC Films. (Vale ressaltar, aqui, que isso não elimina as acusações do ator Ray Fisher, o Cyborg, em cima do presidente da DC Films, Walter Hamana. Apenas aponta o assunto em questão, abordado aqui). Muito provavelmente estes são os mesmos funcionários que não queriam o Snyder Cut, então se esconderam quando se tornou oficial e agradeceram aos fãs, enquanto seguiam as instruções de seus chefes da AT&T 'goela abaixo'.

A AT&T não investiria US$ 70 milhões em Snyder Cut, sem expectativas de dar uma continuidade. Não é assim que Hollywood funciona; é sobre dinheiro. Se Snyder Cut for um sucesso, provará que há mercado para mais. A HBO Max está tão desesperada por assinantes e competindo contra, o também recente serviço de streaming, Disney + (na qual Kevin Feige está construindo um exército do Universo Cinematográfico Marvel), que lançará todos seus projetos de 2021, no canal.

A HBO Max está prospectando propriedades importantes da DC para ajudar a impulsioná-los e o corte de Snyder será seu Big-Bang. Os informantes dizem que a visão de Snyder, de Liga da Justiça, traz números e esperam que os mesmos executivos o encontrem de volta à mesa de negociações. Eles estão totalmente conscientes desta possibilidade e não gostam disso. Eles nunca entenderam a visão criativa de Snyder ou de super-heróis em geral. Mas, para a AT&T, o dinheiro fala e Snyder terá a oportunidade de falar mais alto.

____ 


Então, galera, fiquem atentos e não caiam em falácias. O jogo ainda está correndo e muita coisa será decidida, só depois de Março de 2021, que é quando a Liga da Justiça de Zack Snyder estreará na HBO Max e em outras plataformas para os países que não possuírem o streaming.


Fonte: Geekosity.

 

Andre Guilherme

É Andre, sem acento mesmo. Um viajante do Multiverso com Q.I elevado para Legos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.